Feeds:
Posts
Comentários

Archive for the ‘Cotidiano’ Category

Uma pequena pausa

Então se passaram quase três meses e eu desapareci daqui. Saudade de ter um tempinho para escrever, desabafar um pouco, rir das lembranças… Pensei muito em excluir o blog, mas não o farei porque nele tenho diversos registros especiais e também porque através desse espaço fiz amizades com as quais não gostaria de perder o contato. Porém, minhas postagens serão esporádicas, sem cobranças da minha parte. Nesse período em que estive ausente muito aconteceu, coisas boas, outras, nem tanto. Completei 35 primaveras, aproveitamos as férias das crianças com muita chuva, recebemos a visita dos meus sogros em Recife, viajamos para um hotel-fazenda em Gravatá, completamos bodas de renda, viajamos para a casa da minha mãe e encontramos com minha irmã também por lá, Bia foi desfraldada, teve criança doente, criança aprontando todas, mãe descabelada, mãe coruja mega-feliz, mãe sem tempo etc etc. O principal foi que, nesse período, comecei a direcionar minha vida para o que de fato quero e voltei a estudar. Como isso está me fazendo bem!Eu nem imaginava o quanto sentia falta dessa rotina, dos livros, do contato com pessoas diferentes, de aprender… Sei que é um projeto de longo prazo, preciso me dedicar e, por isso, o tempo que me resta tem sido de muito estudo. Agradeço a experiência de escrever no Blog da Evellyn e de receber tantas visitas amigas, mas estou encerrando um ciclo nesse momento porque preciso focar em um objetivo maior. Obrigada pela amizade de vocês, de verdade! E que saibamos sempre aproveitar todos os momentos da vida e as oportunidades que ela nos concede para nossa evolução!!! Um dia eu volto e com muitas novidades.

Anúncios

Read Full Post »

Saudades daqui, de escrever, ler, comentar nos blogs… O tempo voa, não consigo fazer um décimo a que me proponho no dia. Bia está praticamente de férias, Gui começará as semanas de provas e, nesse início de feriadão, passei para desejar um São João animado para vocês! Morando em Recife há quase cinco anos (uau, não disse que o tempo voa?) já entrei no ritmo dos festejos juninos, o clima muda, a alegria invade a cidade, realmente, o nordeste tem essa magia. Adoro!!! E, com uma pernambucana em casa, que nasceu na terra do frevo, adora o som da quadrilha e é fã de cuscuz e tapioca, agradeço a oportunidade de morar em um lugar tão especial, que preza sua cultura e tradições.

Bom São João para vocês!!!

Bia dançando na festa do clube

Aproveitando a festa promovida pela escola: adorou a fazendinha, dançou com seu pandeiro e brincou muito com seus amigos. Foi excelente!

PS: Estou buscando ideias para divertir as crianças nessas férias tãoooooo longas, com tempo frio e ainda sem viajar. Teatrinho? Parque? Cinema? Shopping não aguento mais… Queria descobrir uma colônia de férias bem legal por aqui… Isso sem considerar a diferença de interesses de uma menina de 2 anos e um adolescente de 12. Oh, céus, preciso de criatividade!!!

Read Full Post »

O mês de abril foi um tremendo furacão na minha vida. Foi bom, ou melhor, foi ótimo (e muito agitado!). Resolvi comemorar o aniversário da minha pequena no Rio de Janeiro, em uma festa dose dupla com a priminha – tem noção do que é isso, a pessoa morando em outro estado??? Mas valeu todo o planejamento, organização e ansiedade, nossas bailarinas curtiram demais a festa. Aproveitamos e passamos uma semana na cidade maravilhosa, delícia! Daí que sou louca de pedra, adoro uma festa e… resolvi organizar um lanche para as amigas da Bia na nossa casa, em Recife. O dia do aniversário dela caiu no domingo de Páscoa, perfeito para um lanche com muito chocolate, marrom, rosa… Ficou lindo! E, por fim, teve a festa dos aniversariantes do mês na escola. Depois dessa maratona, não quero ouvir falar em festa pelo menos até o ano que vem!!!!

Bem, esse foi o motivo da minha ausência. O outro ponto que tem me incomodado é que não sinto mais tanta necessidade em escrever no blog. E como detesto fazer algo por obrigação, aparecerei vez ou outra, com algum texto para compartilhar, dica infantil, whatever! Recebo muitas visitas por dia, média de 1.500, apenas alguns comentários e me pergunto quem passa por aqui? O que gostaria de ler? Percebo que muitos chegam através dos assuntos relacionados a maternidade e a festa infantil, que bom, mas deixe sugestões, comente! Quero ouvir sua opinião também.

Então se você é da turma atrás de dicas para festa infantil, aguarde os próximos posts sobre o tema Angelina Ballerina e chá da tarde marrom e rosa. Por que eu não quero ouvir sobre festa até 2012, mas quero falar aos quatro cantos, rs…

PS: Tenho comentários sem resposta desde janeiro… Essa sou eu! Mas consegui responder a quase todos!!! E chove em Recife nesse exato momento…

Read Full Post »

Lua linda

Bia se encantou com a lua espetacular desse fim-de-semana!

Read Full Post »

Tanto tempo sem escrever sobre a minha duplinha! Gui está um rapaz amigo, com 12 anos, aficcionado por tudo relacionado a Lego e a Star Wars (assunto da vez), ainda naquela alternância de momentos de doçura e momentos de mau-humor – Deus, dai-me paciência! Só quer conversar em inglês conosco, tornando-se mais seguro no uso do idioma. Passou a reclamar com constânica dos passeios em família, principalmente se for aniversário infantil, o que me aborrece demais… Tem lido menos do que eu gostaria, porém entendo que sua rotina diária é bem puxada. Atualmente está lendo Prova de fogo, Pedro Bandeira, e terminou a leitura de Infância roubada, Telma Guimarães, para um trabalho da escola. Aos poucos vou me adaptando a essa nova fase, aprendendo junto com ele e a cada dia me espantando com o quanto as crianças crescem rápido. Pisquei os olhos e tenho um rapaz falante, super curioso, esperto e questionador ao meu lado!

Bia está com 1 ano e 10 meses, uma graça, tímida e desconfiada com estranhos, ao mesmo tempo, uma figurinha. É meu chiclete, carinhosa, tudo dá beijo, tudo é a mamãe (amo isso, nem preciso dizer!). Adora bolsas, óculos, colares, uma peruinha. Adaptou-se à escola, amém! Não pode ver um papel, passa um bom tempo desenhando ou brincando de massinha. Curte cuidar das suas bonecas, colocar pra dormir, pentear, uma mini mamãe! Descobriu-se uma foliã no Carnaval, ou seja, herdou toda a carga genética da dança da família – por aqui, ninguém gosta de Carnaval, no entanto, a pequena queria seguir os blocos em Recife Antigo e não parava de dançar com o frevo! Fala pouco, entende tudo e apronta que é uma beleza, não posso bobear que ela está subindo onde não deve ou comendo pedra, na melhor das hipóteses. Ama água e começou nas aulas de natação. Só quer fazer as refeições sozinha. É bem bagunceira, ligada no 220V, o que não a impede de adorar contemplar a chuva caindo na janela do seu quarto. Cada dia é uma descoberta, para ela e para mim!

Fico feliz com o desenvolvimento dos meus filhos, com suas conquistas, tropeços e alegrias. Infelizmente não consigo registrar no blog com a mesma velocidade que tudo acontece.

PS: Eu estou bem, obrigada, com a cabeça no aniversário da pequena, mil ideias, pra variar, vontade de fazer tudo ao mesmo tempo! Uma gripe absurda derrubou a casa inteira um pouco antes do Carnaval e até eu, depois de anos, entrei no antibiótico. Viajamos para João Pessoa ainda em fevereiro, só não foi 100% porque a Bia estava gripada… Esse período virótico foi punk, mas passou! Voltei à academia com afinco e estou contente por ter algumas horinhas só para mim. E termino com uma fotinho da minha Carmem Miranda no frevo:

Read Full Post »

Seguimos confiantes na adaptação escolar e na escolha que fizemos para a Beatriz. Assisti a esse vídeo na reunião pedagógica da escola da pequena e ele expressa muito bem os sentimentos que nossos filhos tem perante o novo, o desconhecido, os primeiros dias na escola… Medo, tristeza, angústia, surpresa, tudo passa se estamos por perto e tornamos esses momentos mais agradáveis. Por isso, se você é mãe e também já pensou em desistir, voltar atrás, tirar seu filho da escola por achar que ele está infeliz longe de você, não desanime! É um período realmente complicado (e permeado de sentimento de culpa…), mas acredite, ele (a) precisa da sua segurança para caminhar sozinho e se desenvolver emocionalmente. É isso que tem me deixado menos triste e aceitado essa separação transitória de quatro horas!

PS: O texto “O fantasma da adaptação escolar”  foi escrito por essa mãe coruja em 2008, quando sequer pensava viver momentos tensos  assim novamente!

Video do livro Onda, de Suzy Lee (Cosac Naify)

Fotografia da Beatriz transformada em aquarela.

Dessa onda eu não tenho medo, mesmo que o mar esteja repleto de tubarões!

Read Full Post »

1 ano, 9 meses e 7 dias. 24 horas por dia eu e Bia, Bia e eu, com a ajuda apenas do papai ou do mano. Nada de babá, vovó, tia… Só nós duas mesmo. Mas eu JURO que pensei que a adaptação escolar seria fácil… Estou moída, sentindo-me a pior mãe do mundo, ponderando se esse é mesmo o momento de ela ir para a escola, culpa, culpa, culpa… Bia voltou a acordar de madrugada (e vai pro meu quarto, claro), tem acordado aos berros na soneca de dia, está agressiva (deu para bater nas pessoas, ela, que é tão carinhosa, agora tem reagido com tapas por qualquer contrariedade) e não desgruda do seu Soninho que só era usado para dormir. Culpa, mãe, é por sua culpa…

Por horas me irrito com o choro (e me culpo mais por perder a paciência), queria que ela ficasse bem, feliz, com tantas amiguinhas já conhecidas na mesma sala, como pode??? É um tal de mamãe, mamãe… choroso que me parte o coração assistindo da sala ao lado. Ao mesmo tempo, quero pegá-la no colo e levá-la embora de lá… Pois é, meus filhos sofrem desse mal, a adaptação do Gui quando saiu da creche e foi para uma escola maior também foi traumática, a ponto de eu ter que tirar dias de férias para ficar com ele, ajudando-o nessa transição. E, assim, vou conhecendo toda a rotina da escola, os funcionários etc. mas não arredo meu pé de lá enquanto não deixá-la segura, sorridente e muito feliz. Quem foi que disse que seria fácil?

Espero voltar logo com boas notícias.

O que vou encontrar nesse novo mundo?

Quem vai segurar minhas mãos quando eu tiver medo?

Read Full Post »

Older Posts »