Feeds:
Posts
Comentários

Archive for the ‘Corujice de Mãe’ Category

Saudades daqui, de escrever, ler, comentar nos blogs… O tempo voa, não consigo fazer um décimo a que me proponho no dia. Bia está praticamente de férias, Gui começará as semanas de provas e, nesse início de feriadão, passei para desejar um São João animado para vocês! Morando em Recife há quase cinco anos (uau, não disse que o tempo voa?) já entrei no ritmo dos festejos juninos, o clima muda, a alegria invade a cidade, realmente, o nordeste tem essa magia. Adoro!!! E, com uma pernambucana em casa, que nasceu na terra do frevo, adora o som da quadrilha e é fã de cuscuz e tapioca, agradeço a oportunidade de morar em um lugar tão especial, que preza sua cultura e tradições.

Bom São João para vocês!!!

Bia dançando na festa do clube

Aproveitando a festa promovida pela escola: adorou a fazendinha, dançou com seu pandeiro e brincou muito com seus amigos. Foi excelente!

PS: Estou buscando ideias para divertir as crianças nessas férias tãoooooo longas, com tempo frio e ainda sem viajar. Teatrinho? Parque? Cinema? Shopping não aguento mais… Queria descobrir uma colônia de férias bem legal por aqui… Isso sem considerar a diferença de interesses de uma menina de 2 anos e um adolescente de 12. Oh, céus, preciso de criatividade!!!

Read Full Post »

Bia, 2 anos. Parece que foi ontem

Já faz um mês e meio que comemoramos o aniversário de dois anos da Beatriz e até agora não havia conseguido compartilhar no blog um pouquinho desse momento tão especial para nossa família. Quem me acompanha sabe que moramos em Recife, mas somos cariocas e nossos familiares, amigos, vivem na cidade maravilhosa. Como é mais “difícil” deslocar as pessoas para Recife e juntos celebrarmos o aniversário da Bia, decidimos fazer essa festa no Rio de Janeiro, de modo que todos pudessem estar presentes. E como minha afilhada também faz aniversário em abril, eu e minha irmã resolvemos fazer uma festa em dose dupla, Bia completando dois aninhos e, a Giselle, quatro.

Tema: Escolhemos Angelina Ballerina por ser o desenho predileto das meninas – além da Bia adorar usar saia de tutu e a Giselle amar suas aulas de ballet, ou seja, um tema em comum!

Horário e local: Foi na casa de festas Brincadeira é coisa séria. Não é publieditorial!!! É uma excelente casa de festas em Jacarepaguá, buffet maravilhoso, muita brincadeira para as crianças, espaço amplo, recreação diferenciada… Sim, teve ponto negativo também, a começar pelo fato de eu não gostar muito da barulheira de casa de festa, dos pacotes padronizados, mas enfim, eu não teria como organizar um evento desse tipo estando longe, além de não termos um espaço disponível, o que tornaria tudo mais caro… Ah, a festa foi às 13 horas, ou seja, melhor horário para a criançada!

Convite: A arte maravilhosa foi feita novamente pela queridíssima Bianca, que já fez vários convites para mim (obrigada, amiga, prometo que vou deixar de ser cara-de-pau, viu?). Mais uma vez ela fez um excelente trabalho tanto no convite quanto nas tags utilizadas nas lembrancinhas.

 

 

Decoração: Não inventamos nada, foi tudo criação da casa de festas mesmo. Não, não está com a minha cara, cenário pesado, eu sei… Mas confesso que ficou bonitinho, é um tema novo… Só detestei o bolo fake utilizado. Os enfeites de mesa também foram os mais básicos, o da casa mesmo, pote de balas com balões.

Diversão da criançada: Os brinquedos foram a sensação da festa, principalmente a super cama elástica em que até adultos poderiam pular (confesso que tive medo, o treco sacode demais!). Tinha tatuagem em spray, teatro de fantoche, cinema 4D etc.

Detalhe do meu Gui lá no alto da cama elástica…

Entrada da casa de festas

Lembrancinhas: A vovó Sandra fez lindas sacolinhas em tecido, recheamos com doces e uma lembrança: redinha de ballet para o cabelo das meninas e bolinha para os meninos. Fez sucesso! Além disso, a casa de festas dava ao final uma camiseta grafitada com o personagem escolhido pela criança e seu nome. Muito legal!

 

Registros desse dia: Escolhemos a equipe do Imaginarte Photos para fotografar a festa e as meninas fizeram um ótimo trabalho captando todos os melhores momentos. A filmagem foi feita pelo tio Sukita, porém, ainda está sendo editada…

Retrospectiva: Minha irmã preparou um vídeo com algumas fotos selecionadas das meninas que foi exibido ao longo da festa. Pouco antes do parabéns, fizemos uma breve retrospectiva das duas, ficou lindo e, claro, emocionante!

Momento retrospectiva com as pequenas super atentas ao vídeo e, as mães, emocionadas!

A roupa das aniversariantes: Durante a festa elas usaram o mesmo vestido xadrez rosa e branco, balonê, super delicado! Na hora de cantar parabéns, elas vestiram uma linda camiseta com a idade e uma sapatilha bordadas e saia de tutu combinando. Tudo foi feito pela minha amiga Cris: blusa, saia e até a faixa de cabelo. Recomendo visitar o site da Cris, ela faz cada arte maravilhosa!

Foi uma comemoração muito especial e as aniversariantes aproveitaram cada instante. Sonhos realizados, momentos de alegria, tudo isso vale muito a pena e devem ser vividos intensamente. Obrigada, Deus!!!

Bia e sua mãe-coruja!

Primas amigas queridas, Bia e Gi

PS: Com relação à arte do convite eu NÃO tenho o mesmo disponível para alteração de dados. Quem fez tudo para mim (convite, etiquetas etc) foi a Bianca e solicito que entrem em contato diretamente com ela para orçamento de artes personalizadas: bianca.osses@gmail.com

Read Full Post »

A experiência mais marcante da minha vida foi o nascimento dos meus filhos, cada um modificou-me de uma maneira diferente. Com o Gui, nasci para a maternidade. Já com a pequena Bia, aprendi que não posso controlar tudo como tanto desejo. Beatriz nasceu com 33 semanas, numa cesárea de emergência, daquelas que às 20 horas descobri que não tinha mais líquido amniótico e à meia-noite entrava no centro cirúrgico, notando a apreensão no rosto dos médicos, a conversa reservada do obstetra com meu marido… Enfim, digo que nesse parto eu não me emocionei e sim fiquei muito, muito tensa, infelizmente. Ninguém se prepara para ver um filho nascer antes da hora. E meu sonho de parto normal? Foi por água abaixo com a delicadeza da resposta: mãe, sua bebê pode não resistir…

Por que estou escrevendo sobre isso agora? Minha bebezinha, que nasceu com 1.890 kg e precisou ficar 11 dias internada para ganhar peso, vai completar 2 anos. Rápido? Demais!!! É clichê, mas o tempo voa mesmo… Hoje ela nem de longe lembra o pequeno cristal frágil que foi, é sapeca, levada, fofa, meu chiclete – e conserva a inquietude e a pressa em viver tudo possível, rs. Por isso, ao ler essa carta de um prematuro no blog Pequenos Guerreiros, não pude deixar de me emocionar.

Deus, obrigada por tudo! Continue olhando por nós e abençoe imensamente os pequeninos que agora estão em UTI neonatal, bem como suas famílias.

Carta de um prematuro a seus pais – tradução de Carta de un prematuro a sus padres – Argentina

A meus pais,

Para todos sou um prematuro porque nasci antes do tempo.

Prematuro, como se fosse algo ruim…

Muitos me olham com apreensão, outros com pena e compaixão e alguns até com curiosidade.

Mas eu queria dizer a vocês, meu pais, que por favor me olhem como a um filho.

Não temam fazê-lo.

Nascer antes do tempo não é culpa de ninguém, e para amar e ser amado não é necessário ser grande.

É claro que me falta ser mais maduro e até então necessito dos outros, especialmente de meus médicos e enfermeiros.

Mas a vocês, meus pais, posso vê-los e senti-los.

Preciso muito de seu carinho, tenho certeza que vocês também do meu.

Por que não pensar o quão sortudos fomos de poder nos vermos antes da hora?

É bom nascer já grande mas se estamos juntos da mesma maneira, não é tão ruim pesar pouco e ser prematuro.

(Extraído do prólogo do Guia para Padres de Prematuros)

Beatriz, 1 ano e 11 meses

Read Full Post »

“Slipping through my fingers all the time

I try to capture every minute

The feeling in it

Slipping through my fingers all the time

Do I really see what’s in her mind

Each time I think I’m close to knowing

She keeps on growing

Slipping through my fingers all the time”

 

Sim, o tempo voa, ela está crescendo muito rápido e desde que começou na escola sinto o quanto está “escorregando pelos meus dedos”, já que não faço parte de alguns momentos do seu dia. Eu ando na fase Mamma Mia, as músicas do ABBA são lindas, o filme é divertido, perfeito para rir, cantar, dançar junto. E especialmente essa música me emociona demais…

Read Full Post »

Lua linda

Bia se encantou com a lua espetacular desse fim-de-semana!

Read Full Post »

Tanto tempo sem escrever sobre a minha duplinha! Gui está um rapaz amigo, com 12 anos, aficcionado por tudo relacionado a Lego e a Star Wars (assunto da vez), ainda naquela alternância de momentos de doçura e momentos de mau-humor – Deus, dai-me paciência! Só quer conversar em inglês conosco, tornando-se mais seguro no uso do idioma. Passou a reclamar com constânica dos passeios em família, principalmente se for aniversário infantil, o que me aborrece demais… Tem lido menos do que eu gostaria, porém entendo que sua rotina diária é bem puxada. Atualmente está lendo Prova de fogo, Pedro Bandeira, e terminou a leitura de Infância roubada, Telma Guimarães, para um trabalho da escola. Aos poucos vou me adaptando a essa nova fase, aprendendo junto com ele e a cada dia me espantando com o quanto as crianças crescem rápido. Pisquei os olhos e tenho um rapaz falante, super curioso, esperto e questionador ao meu lado!

Bia está com 1 ano e 10 meses, uma graça, tímida e desconfiada com estranhos, ao mesmo tempo, uma figurinha. É meu chiclete, carinhosa, tudo dá beijo, tudo é a mamãe (amo isso, nem preciso dizer!). Adora bolsas, óculos, colares, uma peruinha. Adaptou-se à escola, amém! Não pode ver um papel, passa um bom tempo desenhando ou brincando de massinha. Curte cuidar das suas bonecas, colocar pra dormir, pentear, uma mini mamãe! Descobriu-se uma foliã no Carnaval, ou seja, herdou toda a carga genética da dança da família – por aqui, ninguém gosta de Carnaval, no entanto, a pequena queria seguir os blocos em Recife Antigo e não parava de dançar com o frevo! Fala pouco, entende tudo e apronta que é uma beleza, não posso bobear que ela está subindo onde não deve ou comendo pedra, na melhor das hipóteses. Ama água e começou nas aulas de natação. Só quer fazer as refeições sozinha. É bem bagunceira, ligada no 220V, o que não a impede de adorar contemplar a chuva caindo na janela do seu quarto. Cada dia é uma descoberta, para ela e para mim!

Fico feliz com o desenvolvimento dos meus filhos, com suas conquistas, tropeços e alegrias. Infelizmente não consigo registrar no blog com a mesma velocidade que tudo acontece.

PS: Eu estou bem, obrigada, com a cabeça no aniversário da pequena, mil ideias, pra variar, vontade de fazer tudo ao mesmo tempo! Uma gripe absurda derrubou a casa inteira um pouco antes do Carnaval e até eu, depois de anos, entrei no antibiótico. Viajamos para João Pessoa ainda em fevereiro, só não foi 100% porque a Bia estava gripada… Esse período virótico foi punk, mas passou! Voltei à academia com afinco e estou contente por ter algumas horinhas só para mim. E termino com uma fotinho da minha Carmem Miranda no frevo:

Read Full Post »

Seguimos confiantes na adaptação escolar e na escolha que fizemos para a Beatriz. Assisti a esse vídeo na reunião pedagógica da escola da pequena e ele expressa muito bem os sentimentos que nossos filhos tem perante o novo, o desconhecido, os primeiros dias na escola… Medo, tristeza, angústia, surpresa, tudo passa se estamos por perto e tornamos esses momentos mais agradáveis. Por isso, se você é mãe e também já pensou em desistir, voltar atrás, tirar seu filho da escola por achar que ele está infeliz longe de você, não desanime! É um período realmente complicado (e permeado de sentimento de culpa…), mas acredite, ele (a) precisa da sua segurança para caminhar sozinho e se desenvolver emocionalmente. É isso que tem me deixado menos triste e aceitado essa separação transitória de quatro horas!

PS: O texto “O fantasma da adaptação escolar”  foi escrito por essa mãe coruja em 2008, quando sequer pensava viver momentos tensos  assim novamente!

Video do livro Onda, de Suzy Lee (Cosac Naify)

Fotografia da Beatriz transformada em aquarela.

Dessa onda eu não tenho medo, mesmo que o mar esteja repleto de tubarões!

Read Full Post »

Older Posts »