Feeds:
Posts
Comentários

Archive for the ‘Amizade’ Category

Campanha para o Vinicius

Quando criei meu blog, em 2007, não imaginava que pudesse fazer amizades através dele e garanto que esse é o maior ganho que tive ao compartilhar com vocês um pouco do que penso. Foi assim que conheci muitas pessoas, mães principalmente, pelas quais eu tenho um carinho imenso. Uma delas foi a Lorenna, mãedrasta do Vinicius (e a Bianca, claro, mãe da Luana e minha scrapper predileta!). O Vinicius tem a idade do Gui, os mesmos interesses e os mesmos sonhos comuns dessa faixa etária. E por que estou contando essa história toda? O Vini está lutando contra o monstro do osteossarcoma e, como consequência, precisou amputar uma perna. [ Garanto que esse menino é exemplo de força e determinação para muito marmanjo, confira no blog dele. Deixe de chorar pelos probleminhas pequenos que você enfrenta e se espelhe nele, na sua vontade de viver. ] Para que ele continue forte, vença essa guerra e consiga jogar futebol, sua paixão, precisa de uma prótese. Por isso escrevo especialmente esse post, para pedir a ajuda daqueles amigos que passarem por aqui. Se você puder contribuir, a Lorenna abriu uma conta para arrecadar o dinheiro para a compra da prótese:

Banco: Caixa Econômica Federal (124)

Agência: 4073

Conta Poupança: 013 13.166-1

Peço também muita oração para essa família querida, tenho certeza de que logo essa fase passará! Quem quiser, visite o blog do Vini e confiram o tanto de garra que ele tem! Divulguem essa campanha nos seus blogs, Orkut, Facebook, Twitter, email… Por trás desse mundo virtual tão vasto encontramos muitos corações amigos que gostariam de ajudar o próximo.

PS1: A foto que escolhi para ilustrar o post não mostra apenas um grande guerreiro se recuperando, mostra também, ao fundo, aquela que é o maior apoio do mundo para ele, que tem um coração enorme e de quem sinto muito orgulho de ser amiga.

PS3: Estou sumida, longe do blog, dos comentários etc. Ando precisando de um tempo para mim, espero voltar em breve.

Anúncios

Read Full Post »

Amizade é cultivo

Em 2010 eu voltei a fazer minha lista de resoluções pro ano novo, hábito abandonado em 2009 e que me deixou com a sensação de ter vivido um período turbulento, nebuloso…E um dos itens mais importantes da minha lista é cultivar as amizades. Antigas, novas, reais ou virtuais, todas as pessoas especiais que de alguma forma fazem parte da minha história. Porque de vez em quando a ficha cai e percebemos a falta que determinada pessoa está fazendo na nossa vida. Será que dissemos algo que não deveríamos ter dito? Ou deixamos de falar quando necessário? Será que soubemos ouvir? Fomos sinceros e companheiros? Recebi um texto que falava justamente isto: amizade é cultivo. E nós estamos cultivando aqueles que nos cativaram? Ou na correria do dia-a-dia deixamos para depois? Quantas vezes eu falei rapidamente com uma amiga ao telefone porque estava ocupada e depois não liguei, com mais calma, para dar a atenção que ela precisava… Quantas vezes, longe da família em Recife, não senti saudades imensas de amigas cariocas e não as procurei…  Sei que tenho muito a melhorar!

Percebo isso também nas amizades virtuais. Quando comecei a blogar, em 2007, espantei-me com a quantidade de pessoas interessantes que conheci, muitas delas,  mães, que como eu tinham informações e dúvidas a compartilhar. Hoje percebo que muitas “sumiram” ou mudaram o foco do blog, em compensação novas amigas chegaram por aqui e fico feliz ao perceber como esse grupo só aumenta. Sinto saudades da Lorena (a mãedrasta mais gente boa da blgosfera!), Sam, Patty (fechou o blog e eu era fã dos seus textos, ela escrevia maravilhosamente bem!), as amigas do Desabafo de Mãe… Tem aquelas amigas antigas que continuam por aqui ou mantemos contato por email, mesmo eu sendo tão ausente: Silvia, Bia, (mãe da Luana, minha futura nora, e expert em ScrapBooking), Luma, Fernanda, Renata, CrisCássia, Yvonne (também fechou o blog, uma pena!)… E tem também as mamães que conheci por causa da gravidez da Beatriz: Luciana (a mais nova mamãe do pedaço, seja bem-vinda, Mariana!), Cynthia, Laura, Milah, Márcia (para mim, a mamãe Modernex)… Meu blog não é miguxo, nem pretendo transformá-lo em uma forma de trabalho. Aqui é meu diário virtual onde tenho prazer de ler os comentários, respondê-los, conhecer gente nova… E, claro, fazer muitas amizades! Afinal, a rede de relacionamentos virtuais que criamos só tem relevância quando tem bases sólidas.

Meninas, que tenhamos um ano de 2010 repleto de alegrias, muitas corujices de mãe pra compartilhar e saibamos estreitar ainda mais os laços de amizade contruídos nessa grande rede!

Abaixo o texto que recebi e que serviu de base para esse post:

Amizade sem trato (Martha Medeiros)

Dei pra me emocionar cada vez que falo dos amigos. Deve ser a idade, dizem que a gente fica mais sentimental. Mas é fato: quando penso no que tenho de mais valioso, os amigos aparecem em pé de igualdade com o resto da família. E quando ouço pessoas dizendo que amigo, mas amigo meeeesmo, a gente só tem dois ou três, empino o peito e fico até meio besta de tanto orgulho: eu tenho muito mais do que dois ou três. São uma cambada. Não é privilégio meu, qualquer pessoa poderia ter tantos assim, mas quem se dedica? Fulano é meu amigo, Sicrana é minha amiga. É nada. São conhecidos. Gente que cumprimentamos na rua, falamos rapidamente numa festa, de repente sabemos até de uma fofoca sobre eles, mas amigos? Nem perto. Alguns até chegaram a ser, mas não são mais por absoluta falta de cuidado de ambas as partes. Amizade não é só empatia, é cultivo. Exige tempo, disposição. E o mais importante: o carinho não precisa – nem deve – vir acompanhado de um motivo. As pessoas se falam basicamente nos aniversários, no Natal ou para pedir um favor – tem que haver alguma razão prática ou festiva para fazer contato. Pois para saber a diferença entre um amigo ocasional e um amigo de verdade, basta tirar a razão de cena. Você não precisa de uma razão. Basta sentir a falta da pessoa. E, estando juntos, tratarem-se bem. Difícil exemplificar o que é tratar bem. Se são amigos mesmo, não precisam nem falar, podem caminhar lado a lado em silêncio. Não é preciso trocar elogios constantes, podem até pegar no pé um do outro, delicadamente. Não é preciso manifestações constantes de carinho, podem dizer verdades duras, às vezes elas são necessárias. Mas há sempre algo sublime no ar entre dois amigos de verdade. Talvez respeito seja a palavra. Afeto, certamente. Cumplicidade? Mais do que cumplicidade. Sintonia?Acho que é amor. Só mesmo amando para você confiar a ele o seu próprio inferno. E para não invejarem as vitórias um do outro. Por amor, você empresta suas coisas, dá o seu tempo, é honesto nas suas respostas, cuida para não ofender, abraça causas que não são suas, entra numas roubadas, compreende alguns sumiços – mas liga quando o sumiço é exagerado. Tudo isso é amizade com trato. Se amigos assim entraram na sua vida, não deixe que sumam. Porém, a maioria das pessoas não só deixa como contribui para que os amigos evaporem. Ignora os mecanismos de manutenção. Acha que amizade é algo que vem pronto e que é da sua natureza ser constante, sem precisar que a gente dê uma mãozinha. E aí um dia abrimos a mãozinha e não conseguimos contar nos dedos nem dois amigos pra valer. E ainda argumentamos que a solidão é um sintoma destes dias de hoje, tão emergenciais, tão individualistas. Nada disso. A solidão é apenas um sintoma do nosso descaso.

PS: Tenho mil assuntos para escrever por aqui: férias, batizado da Bia, livros lidos, muitas ideias e pouco tempo! Mas esse é outro problema que vou resolver em 2010, falta de planejamento…

Read Full Post »

Nossa, o blog está até com teia de aranha! Tanto tempo sem escrever, sem visitar os amigos, lendo o que posso via Reader… Voltei do Rio de Janeiro com uma baita virose que me deixou sem ânimo para nada, o que serviu para reforçar minha idéia de fixar residência de vez em Recife. Detesto mudanças climáticas bruscas, prefiro sentir o calor do nordeste o dia inteiro e não sofrer com nenhuma gripe. Grávida e gripada é horrível.

Antes de escrever sobre o que tem rolado por aqui, vou fazer um mini-flashback do período em que estive na cidade maravilhosa:

– Passei alguns dias na casa dos meus sogros, Gui foi mordido pelo Nick (nosso Fox Paulistinha com espírito de Rottweiler) e precisou tomar injeções. Detalhe: levei um sermão da enfermeira no Posto de Saúde porque viajei sem a carteira de vacinação do meu filho. Mães, fiquem atentas a esse detalhe, eu confesso que nunca viajei com a carteirinha do Gui. Ele brincou demais na casa dos avós, que tem tudo que uma criança ama: quintal, árvores, primos, cachorro, tartaruga…

– No dia 25, a minha família paterna, que é enorme, fez um almoço natalino para reunir os primos que hoje moram em todos os cantos do país. A última vez em que estivemos juntos foi há dois anos atrás. O almoço foi ótimo, divertidíssimo, muitas crianças (ao todo, são 13 primos de segundo grau) e até o Papai Noel veio alegrar a festa. Tenho ótimas lembranças dos Natais em família com meus primos, espero que o Gui cresça e também conserve essa tradição.

100_1935

– Depois de passar uns dias na casa dos sogros, foi a vez de ficar com minha maninha e poder corujar muito minha afilhada. Ela está cada vez mais fofa e esperta. Como seu comportamento mudou desde que ela começou na creche, está super independente, repete qualquer coisa que falemos e quer participar de tudo. Uma figurinha! Treinei bastante para quando a Bia chegar.

100_1908

– Gui está na fase de aviões e aproveitei para levá-lo ao Museu Aeroespacial. Recomendo para quem tem criança ou compartilhe dessa paixão. São tantos aviões, tudo bem conservado e um programa gratuito. Foi uma tarde bem agradável, mesmo eu me cansando por qualquer caminhada.

colagem-museu-aeroespacial

– Conheci uma querida amiga virtual, a Bianca. Foi um encontro bem legal, pena que a Luana não foi. A Bia é uma fofa, super simpática e eu adorei poder ter trazido para o mundo real uma amizade que começou aqui no blog.

100_1970

– Como o tempo esteve horroroso, quase não fiz os passeios ao ar livre dos quais tanto gostamos. Parques, Lagoa, tudo foi visto de dentro do carro : ( Conclusão: bati muita perna em shopping e pude matar a saudade de algumas lojas prediletas. Não fui ao Rio de Janeiro para isso, mas como não tive opção…

– O melhor de tudo: descobri o sexo do baby numa ultra em que minha irmã, Giselle e Gui estiveram presentes. Foi uma bagunça na sala do exame, que só aumentou depois que a médica confirmou que era uma menininha! Adorei!!!

100_1996

– Passamos o Ano Novo na praia do Recreio dos Bandeirantes, em clima de muita paz e amor, como deve ser sempre.

– No mais, encontrei com muitos parentes, irmãos, tios, avó… Gui passou um dia na casa do seu melhor amigo do Santo Inácio e fico feliz em ver que a amizade deles continua forte. Não consegui encontrar com uma duplinha querida, Paula e Dani, nem com amigos da Xerox, fica pra próxima.

Agora, com a vida voltando ao normal, estou cuidando do quarto da Bia. Já comecei a arrumar o enxoval, comprei a tinta para pintar as paredes e ainda tenho muito a fazer. Mas é um trabalho bem gostoso! Também estou providenciando material escolar pro Gui, uniforme, essas coisas de início de ano. E vou receber a visita da minha avó em Recife, estou muito feliz por isso. O ano está começando bem…

Obrigada por todos os comentários carinhosos pela Bia, espero conseguir visitá-los em breve, sinto-me “culpada” por não ter tido o tempo de antes para navegar pelos blogs.

Mais uma vez, desejo um ano de 2009 de muita amizade para todos nós!!!

Read Full Post »

Rapidíssimas

– Como algumas pessoas gostaram da dica do livro Comer, Rezar, Amar, deixo o link do site da Elizabeth Gilbert. Li que o filme baseado na história do livro será lançado em 2009, tendo como personagem principal a Julia Roberts. Dez!

– Fiquei curiosa para ver os mangás dos amigos do blog. Será que vocês poderiam publicar o resultado? Por favor, não sejam tímidos…

– Estava atrasada para responder os comentários deixados aqui, mas acho que respondi a quase todos eles. Obrigada pelo carinho, estou melhorando e voltando aos poucos.

– Hoje eu adorei receber um telefonema de uma amiga querida da blogosfera: a Sam Shiraishi! Sim, como ela disse, parecia que nos conhecíamos há muito tempo. Para quem mora em São Paulo ou Rio de Janeiro, pode ter a chance de se conhecer pessoalmente e estreitar os laços de amizade. Mas aqui, em Recife, o movimento dos blogs não é tão forte assim. Quem ainda não tem os meus contatos, estão no Me Adiciona. Terei muito prazer em falar com você 😉

– E por falar em blogosfera, a Fernanda escreveu um texto perfeito sobre essa rede de relacionamentos que criamos na Internet. Sejamos todos bons vizinhos e amigos!

Read Full Post »

Um mimo especial

Ganhei uma rosa virtual da Patty, do Palavras, e fiquei muito emocionada. Não a conheço pessoalmente, mas ela parece ser uma pessoa super sensível e especial. Obrigada, querida!

Esse carinho não faz parte de nenhum meme, prêmio ou algo do gênero, porém eu gostaria de compartilhá-lo. Como dizem “sempre fica um pouco do perfume nas mãos de quem oferece rosas“… Por isso, divido essa flor com a Silvia, do Consulta Sentimental e do Efeito Pimenta.

Read Full Post »

Tem quem reclame do Orkut, outros utilizam a ferramenta de maneira errada… Eu adoro essa rede social, a possibilidade de mantermos contato com quem está distante e, principalmente, acharmos pessoas queridas das quais não tínhamos mais notícias.

E foi assim que eu ganhei um “presente” bem especial na semana do amigo: a Andréia, que fez cursinho comigo e hoje mora em Portugal, me localizou! Primeiro, me procurou na comunidade do cursinho, da qual eu não fazia parte. Depois, como num trabalho de detetive, procurou-me na comunidade do colégio em que estudei e me achou. Eu adorei! Certa vez eu peguei um antigo caderno de perguntas e procurei todos pelos nomes, sem muito sucesso, só achei umas duas ou três pessoas. A própria Andréia, com o nome diferente no perfil, eu não consegui localizar. É uma pena sabermos de tantos “ataques” a perfis, a comunidades, que acabam piorando a fama do Orkut. Bem, eu ainda estou por lá, adoro e espero continuar tendo surpresas agradáveis como a que tive nessa semana: As amizades verdadeiras são eternas!

Fotinho: Andréia, Anna Karla (perdi contato), Dani (amiga até hoje) e eu, com 15 anos, sorriso largo e franjinha!


Read Full Post »

Ainda pelo Dia do Amigo

O Dia do Amigo passou e eu nem registrei essa data no blog. Sempre tive poucos, mas grandes amigos. Fui uma criança tímida e acho que sou assim até hoje. Depois que conheço as pessoas, falo pelos cotovelos, mas até adquirir confiança nos relacionamentos e saber que tenho um amigo de verdade, leva um bom tempo. A vida contribuiu para eu ser desconfiada com as pessoas… Engraçado que tenho amizades de 20 anos, como a Paula e a Dani, que mesmo morando longe dessas figuras que eu amo de paixão, sei que posso contar com elas em qualquer momento, assim como nossas conversas são retomadas como se tivéssemos nos encontrado no dia anterior. Além delas, que são amizades de infância, de brincadeiras na rua em que eu morava, tenho boas amizades que surgiram no trabalho, na escola… Sem contar com minhas grandes amigas de jornada: minha irmã e minha mãe, sempre ao meu lado, compartilhando alegrias e tristezas. E não posso esquecer das amigas virtuais que conheci no blog, mesmo não as conhecendo pessoalmente tenho um carinho enorme por todas. Engraçado isso, acompanhar a vida de alguém que você não conhece pessoalmente e torcer por ela, não?

Deixo minha mensagem pelo Dia do Amigo atrasada para vocês:

“Amigo é terapeuta de plantão, que não cobra consulta nem pede hora marcada. É irmão que se escolhe, alma do mesmo sangue… Observador crítico de nossas falhas tanto quanto admirador confesso de nossas realizações. Amigo é o que se identifica naturalmente com a nossa procura. É afinidade tão rara de se achar. É aquele que vem e fica e não se acaba junto com as grandes paixões. Amigo é fundamental. Para jogar conversa fora ou filosofar, viajar no sonho ou cair na real, dar ou pedir conselho, ver um caminho ou ver-se no espelho… ou simplesmente ficar de mãos dadas… olhando para o nada… ou quem sabe o tudo… mas estarem juntos… só isto! Amizades contam-se nos dedos de uma mão. Fortalecê-las está nas suas…” (Autor desconhecido)

Ah, obrigada pela lembrança nos blogs no dia do meu aniversário: maninha, Polly e Bia. Adorei!

Read Full Post »

Older Posts »